21/04/2011

não há excepções

é impressionante como as coisas acontecem. num dia é amor, no outro mágoa e logo a seguir uma amizade inexplicável ! que estupidez falar tão normalmente contigo, enquanto que dentro de mim estou a gritar o teu nome, a chorar para que voltes.. cansa-me. sim, eu estou cansada. cansada de chorar dia e noite; estou cansada de esperar por algo que nunca vai voltar porque nunca foi realmente meu; estou farta de adormecer e acordar sempre com o mesmo pensamento. não aguento mais, pensar que tenho a solução para tudo isto e não conseguir agir ! eu sei que tenho de esquecer, seguir em frente e fechar o nosso passado numa gaveta, mas é demasiado difícil. o que eu sinto por ti é mais forte do que a minha força de vontade, mais forte que eu e nem as minhas imensas lágrimas conseguem deitá-lo abaixo. este sentimento tão puro mas ao mesmo tempo tão negro, possui-me. eu amo-te como se fosse o primeiro dia, mas odeio-te como se fosse o último.
por favor, não me digam para seguir em frente, para não chorar.. acham que eu não sei que tenho de acabar com isto ? nunca chorei tanto como nos últimos tempos, nunca sofri tanto. eu sei que tenho de o esquecer, que "um dia isso vai acontecer", mas até lá ? vou continuar a sofrer desta maneira dura e fria. e pois tu aí estás, com a maior das tuas indiferenças, ignorando o que me fizeste como se nem tivesse acontecido. tal como um amigo perguntas-me se está tudo bem e eu digo-te que sim, quando no fundo apetece-me gritar-te que não está nada bem, que só vai haver alguma coisa bem quando te tiver comigo; mas tu acreditas e continuas a tua conversa banal que por mais insignificante que seja, faz reluzir algo dentro de mim, por saber que do outro lado estás tu.
nestes tempos têm-me valido os meus verdadeiros amigos, que eu vim a descobrir não serem assim tantos quanto eu pensava. esses que ouvem os meus dramas, as minhas crises, que me agarram sempre para eu não cair mais fundo ainda. esses que não se cansam de me abraçar e limpar as lágrimas. e têm-me valido estes meus queridos seguidores, por ainda se importarem com o que eu escrevo, sabendo que o tema é sempre o mesmo: tu. eu amo-te imenso, mas sabes ? não trocava nenhum deles por ti. prefiro ter mil lágrimas na cara e dois amigos ao pé de mim, do que um sorriso na cara e um mentiroso a dar-me a mão.
desculpa se custa ouvir a verdade, desculpa se sou muito dura contigo. apenas relato aqui o que penso. transcrevo, descrevo tudo e mais alguma coisa, o mais ínfimo pormenor. lamento desiludir-te, mas não são os meus textos que fazem da nossa história cada vez mais uma mentira, quem fez isso foste tu. tu és o único culpado.. e eu, culpada também sou. por ter acreditado que eras diferente, que tu eras a minha excepção.
não se preocupem, eu aprendi da maneira mais dura, que não há excepções.

3 comentários:

-Ritinháá disse...

o texto está lindo.
custa muito, saber que afinal, é igual a tantos outros, mas há superar, ser forte e sorrir, por mais que custe :$

-Ritinháá disse...

exacto, por muito que custe. é seguir em frente *

Sara'C disse...

Compreendo as tuas palavras, mas ñ sei que te dizer..
Talvez: Sê forte, podes contar comigo apesar de ser apenas uma simples seguidora.