17/06/2012

Dizem que o passado não devia afectar o presente e muito menos o futuro, mas a verdade é que afecta e não é pouco. Como querem que confie nas pessoas, depois de me mentirem, magoarem e atirarem ao chão tanta vez? Eu já bati bem lá no fundo e com uma força sobrenatural, reergui-me e continuei a minha vida. Disfarcei a tristeza com um sorriso, escondi as lágrimas através de piadas sem sentido e despejei em a raiva em todas as situações possíveis. Mas hoje.. hoje já não sou a mesma pessoa. Sou muito mais cuidadosa. Deixei de ser tão impulsiva e espontânea, para pensar bem nas coisas antes de elas acontecerem. E por, no meu passado, existir tanta mentira e desilusão, agora só consigo pensar que toda a gente me mente, que ninguém gosta de mim e que são apenas um bando de curiosos. Mais ainda quando alguém tenta chegar perto do meu coração. Durante algum tempo, consegui afastar as pessoas dele, criava uma barreira fria, para ninguém se aproximar demasiado.. até aparecer ele. Quebrou a barreira e sem saber derreteu o gelo. Chegou mais perto do que eu queria e agora, por qualquer coisa, sinto-me como merda. Não é exagero, mas se calhar sou só eu que espero demais das pessoas, se calhar sou eu que vejo coisas onde não existem, se calhar sou eu e só eu que sinto isto. Se calhar tudo isto é verdade, ou se calhar sou só eu que sou toda errada.

9 comentários:

Inês Geraldes disse...

Oh, é sempre o mesmo... não é? Comigo também. Não consigo que ninguém se aproxime e penso que todos os rapazes que se aproximam de mim são uns "come-todas" porque tive alguns desses a fazer-se a mim há uns tempos... e caí por causa deles. É sempre o mesmo cristiana, sinto-me igual. Mas nós conseguimos que alguém entre na nossa vida, e se preocupe connosco de verdade... um dia.

Inês Geraldes disse...

É sempre assim, as pessoas são imprevisíveis e inconstantes, umas muito, outras pouco... até nós as duas. Mas custa "levar" com elas assim! Eu sei.
(quando comentares, fá-lo no http://iamnotgoing.blogspot.com)

Inês Geraldes disse...

É sempre assim, as pessoas são imprevisíveis e inconstantes, umas muito, outras pouco... até nós as duas. Mas custa "levar" com elas assim! Eu sei.
(quando comentares, fá-lo no http://iamnotgoing.blogspot.com)

Mariana disse...

gosto muito!
tão verdade ... !

Inês Geraldes disse...

Exacto... não é muita coisa, mas significa algo para nós. Habituamo-nos a ela, esperamos por ela... e quando não vem, sentimos que algo está diferente... é isso.

Mafalda Sofia disse...

O passado quer queiramos quer não, acaba sempre por afectar o presente e futuro. Teremos sempre na cabeça o que nos aconteceu mas temos que ser mais forte que isso e aproveitarmos para seguir em frente e deixámos para trás.. Força, estou contigo! Adorei, sigo-te*

Inês Geraldes disse...

E depois as pessoas aproximam-se num minuto, afastam-se noutro... (isto no meu caso) e eu não consigo lidar com estas mudanças tão rápidas!

Inês Geraldes disse...

É complicado... é mesmo. Porque nós não somos fracas, por isso isto é mesmo complicado.

Mafalda Sofia disse...

Eu sei que sim princesa, acredita mesmo no que te estou a dizer! Força <3