17/04/2012

Não têm de saber os meus problemas, têm apenas de ter cuidado com o que dizem

Eu não ando aí a gritar ao mundo que tenho complexos ou problemas com a comida. Não espero que as pessoas deixem de falar sobre certas coisas, fazer certas coisas.. não espero. Eu só gostava era que começassem a medir um pouco que dizem. A primeira vez em.. muito tempo, que eu acordo bem disposta e chego à escola com um sorriso (o mais real possível), foi hoje. Levantei-me, vesti-me e saí de casa. Cheguei à escola e fui logo ao cacifo, já era tarde. Arrumei os livros dentro da mala e saí para ir para o outro bloco. Avistei os meus coleguitas de turma no último piso e comecei a subir as escadas. Lá de cima, um deles gritou "Cristianaaaa!" e eu fingi que comecei a correr para fugir dali, provocando alguns risos. Quase lá em cima, parei a meio do último lance de escadas para dizer bom dia aos meus amigos mais próximos que lá estavam. Um dos meus colegas, sobe uns quantos degraus, toca-me com o dedo indicador na barriga e diz "Tens de perder umas calorias"
O mundo caiu aos meus pés. Só queria correr para a casa de banho, tirar a lâmina da mala e fazer mais uns cortes, mas não o fiz. Ignorei-o e fingi que estava tudo bem. Na aula, ignorei-o por completo (ele senta-se ao meu lado em MACS) e ele até perguntou se eu estava chateada.
Chateada?! Eu? Não, nada mesmo!
À hora do almoço obriguei-me a mim mesma a comer qualquer coisa por isso comprei uma torrada ("a única refeição do dia", prometi a mim mesma). Fingi que não estava a sentir-me enjoada a cada dentada, fingi que não me estava a doer aquele eco do que ele disse de manhã e fingi que estava a comer com prazer. Fingi. A última aula passou devagar mas finalmente tinha acabado. Voltei ao cacifo, estive um pouco com as minhas amigas e fui embora. Cheguei a casa e fui logo tomar banho. Olhei de relance para o espelho e desatei a chorar. Fugi do espelho em dois segundos e ainda olhei para a balança, a vontade de me pôr lá em cima era tanta! Mas não o fiz, tomei banho e quando saí, olhei para as cicatrizes tanto do ombro (já quase não se vêm), como para as do pulso (notam-se bem). Com o indicador direito, fiz uma linha vertical no pulso esquerdo. Imaginei o sentimento, o toque da lâmina na minha pele e.. NÃO! Parei. Vesti-me e peguei na guitarra. Quando dei conta, chamaram-me para jantar. Disse que não tinha fome e fiquei no quarto, o meu pai trouxe-me um prato de arroz de pato e eu comi umas garfadas e fui pô-lo na cozinha. Abri o blog e comecei a escrever. Ao escrever as primeiras palavras lembrei-me "Tens de perder umas calorias".. e o sorriso dele ao dizer aquilo.. a naturalidade.. "eu meto nojo!", pensei. Peguei na lâmina e fiz quatro cortes rápidos. Respirei de alívio, continuei a escrever e cheguei agora à conclusão.. já não me cortava à 6 dias. É mesmo verdade, I'm a big fat failure.

10 comentários:

m. disse...

todos os recomeços Têm recaídas, várias, várias, as que forem precisas. mas tu vais conseguir, eu sei...
se quizeres levo a roupa que levei hoje todos os dias só para que fiques mais contente! adoro-te.

silvia disse...

Oh Cristiana, princesa eu realmente não sei o que dizer em relação a isto :x
se eu tivesse na mesma posição que tu iria me sentir tal como tu, mas o pior é que eles nunca sabem o que se passa por dentro, dentro da nossas cabeça, como apenas essas palavras podem doer..
mas la está, o pior é eles não saberem e dizerem sem intenção, eu penso que não o deves culpar, sim eu sei que nenhuma rapariga gosta de ouvir isso, nem eu acredita, mas ele não sabe o que se passa contigo :x
oh princesa, não voltes a fazer isso tu és linda e não és NADA como dizem "gordinha", quem gostar de ti, gostará tal como és e tens de ser forte, tens todo o meu apoio e força **

Mariana disse...

adorei mm *-*
é verídico o texto?
Força...*

Inês disse...

espero que o texto não seja veridico :c
Força princesa! *

Inês Geraldes disse...

Sabes melhor do que ninguém que as pessoas nunca, mas nunca vão controlar o que dizem. A língua delas consegue ser mais inútil que o cérebro. Eu sei do que falo e não sei como hei-de começar a falar contigo sobre isto... posso dizer para teres força, mas se a força se medisse por palavras, éramos todos fortes! Posso dizer que tudo se vai resolver, mas eu sei tão bem quanto tu que não é bem assim. A única coisa que te posso dizer, sendo cliché, mas que sabes que é verdadeira, é que estarei sempre aqui!
Sabes que sinto o mesmo que tu, por isso é mais fácil entender-te e tentar ajudar-te. Lá no fundo sabes que não és nenhuma falhada. Não te cortavas há 6 dias, cortaste-te hoje... recaídas toda a gente tem. Daqui a uns tempos vais dizer que já não te cortAS há meses... e assim em diante, mas quando conseguires. Não vale a pena estares sempre a impôr-te limites, a massacrar a tua cabeça com números, seja do teu peso ou dos dias que não te cortas. Só tens de controlar as tuas vontades de te cortar para não serem fatais, de resto não tens que controlar mais nada. A comida é a última coisa a que tens que reduzir, isso só te vai fazer pior: acredita! "STAY STRONG, que eu vou tentar fazer o mesmo!" <3

Inês Geraldes disse...

É verdade que nós às vezes nos iludimos, por isso temos de ter cuidado... vai com calma.

Inês disse...

Oh minha linda :c
Tens de ter força, de certo que conseguirás ultrapssar tudo! *

Inês Geraldes disse...

É verdade, mas isso é normal... é recente, eu faço o mesmo, o rapaz de quem gostava passa com a namorada e eu olho sempre, por muito que evite. Eu sei o que é sentir assim, mas temos sempre que agir como se nada fosse, o que é ainda pior.

Mariana disse...

eish... ;x
De nda*
Força mesmo! acredita em ti! tu consegues superar isso ;s

Mariana disse...

De nda querida!