05/03/2012

Estado: ausente.

Os últimos dias têm sido.. inexplicáveis, mas não pelas melhores razões. A minha cabeça enche-se cada vez mais de pensamentos escuros, inseguranças apoderam-se do meu corpo e o meu coração vai sendo partido aos bocadinhos enquanto que, com palavras banais, as lágrimas caem-me dos olhos como há muito não acontecia. Ás vezes pergunto-me se alguém daria pela minha falta se, um dia, sem qualquer aviso, eu partisse. Gostaria de saber se alguém iria chorar pela minha perda e se iria mesmo fazer falta a alguém. Oh, de certo que iria fazer falta.. a todos aqueles que me usam quando precisam de mim. Pronto, estou a ser um pouco injusta. Talvez faria falta a algumas - mas muito poucas - pessoas. Nem tudo na minha vida é tristeza ou falsidade. Tenho momentos em que rio porque me apetece. Aqueles raros momentos em que alguém me faz rir de verdade e não apenas para ser simpática ou para fingir que estou bem. Mas, lá está, são raros esses momentos. Ultimamente tenho andado completamente desligada do mundo. Sinto-me cada vez mais distante da vida que levava há uns anos e a aproximar-me do precipício. Penso se, a dada altura, não terei de saltar. Saltar para um sítio desconhecido onde aí sim consiga começar uma nova vida, um novo eu.. Oh, estou desejosa de lá chegar! Esforcei-me tanto no passado para derrotar todos os meus demónios e quando pensava que tinha acabado, eles regressaram mais fortes do que nunca, prontos para acabar com o dia-a-dia que eu tinha recriado. Tinha começado de novo a viver e a sorrir porque me apetecia e no momento em que voltaram, com eles vieram de novo os medos, as inseguranças que levaram a discussões, lágrimas, levaram-me a fazê-lo outra vez e cada vez mais.. nunca hei-de conseguir explicar os meus motivos. Mas, antes eu chegava a casa e ficava lavada em lágrimas mal tinha a certeza de que ninguém me podia ver nem ouvir. E agora isso não resulta. Agora tenho outro método que eu e só as outras pessoas que o fazem compreendem. Por isso mesmo mais lágrimas escorrem no meu rosto. Lágrimas de incompreensão, tristeza, raiva de desilusão comigo mesma. Mas, que posso fazer? Não posso obrigar ninguém a entender-me nem a apoiar-me! Por isso, limitei-me a voltar á minha rotina de antes, mas desta vez, caí mais fundo, desta vez eu levanto-me todos os dias e espero que o dia acabe, para voltar a dormir. Ás vezes, na minha ausência da vida real penso: quem me dera poder fechar os olhos e dormir para sempre.

p.s.: engole as lágrimas Cristiana! Limpa os olhos, respira fundo e sorri. Nada de choros.

18 comentários:

Isabel Nunes disse...

Adorei o teu blog e estou a seguir. *-*

Ana Margarida disse...

Oh meu amor, tu és forte. Não vou dizer que isto será apenas uma fase, porque, certamente, não será. A vida está cheia disto : de desilusões, de frustração. Estarei sempre aqui e certamente que o resto dos teus amigos também estarão. Sê forte e se não o fores, estaremos aqui para te apoiar *

inês geraldes disse...

Sabes? Este texto podia ter sido escrito por mim, não estou na mesma situação concrecta que tu, mas sinto-me exactamente assim. Exactamente.
E sabes outra coisa? Tu és forte, muito forte. Se conseguiste lutar contra tudo até aqui, de certeza que também conseguirás daqui para a frente, vais ver.

รяª Nathalia disse...

Ultimamente não tem sido fácil pra ninguém =/

Sofia Silva. disse...

Seria a pessoa que sentiria mais a tua falta! Amo-te sempre, bff!

Uma adolescente disse...

Esse texto é uma descrição também de como andava há uns tempos atrás. Mas olha: passou. Foi só uma fase. E contigo será também! Força :)

sofia raquel disse...

Força aí! às vezes surpreendemo-nos a nós mesmos com a garra que pensávamos não ter mas que afinal possuímos :)

inês geraldes disse...

Eu tenho andado em baixo, insegura de mim. Mas tudo quando estou sozinha, quando estou na escola sou a pessoa mais sorridente, às vezes isso irrita-me! Obrigada querida :)

beatriz ls disse...

gosto muito . segui *-*
segue o meu também (:

beatriz ls disse...

gosto muito . segui *-*
segue o meu também (:

ParadoxoSD disse...

Li o teu blog, vários textos, escreves bastante bem, sigo-te*.
Estou na mesma situação que tu.. e já estive na mesma situação à uns 4 anos atrás... e agora voltei fundo outra vez... =( Desejo-te muita força!

Diogo F. disse...

sigo :D

inês geraldes disse...

Às vezes sinto-me bem, segura, com atitude! Outras completamente ao contrário.

inês geraldes disse...

Oh, não gosto que entendas. :s

inês geraldes disse...

Sim, isso é verdade! Obrigada por isso!

beatriz ls disse...

sigo , segues de volta? (:

Rita disse...

Como eu te percebo.
Vou seguir teu blog, é lindo *.*

Pensando com Arte disse...

corre, a felicidade esta por perto, tens de ser capaz de a encontrar!! nao a percas nunca mais, tu es capaz!
sigo!
Adoraria que lesses o meu ultimo post, e desses a tua opinião, se gostares seguires.
beijinho,
pensando com arte.*