04/01/2012

Vento Traiçoeiro

O passado é como o vento. Vai e vem quando quer. Pelo menos o meu é assim. Sempre deixei esse vento traiçoeiro levar-me  para longe do meu presente, mais ou menos como uma folha de uma árvore qualquer. Houve tempos em que o vento era forte, provocou uma tempestade e eu acabei sozinha, no meio de gotas da chuva e com lágrimas nos olhos. Estive sozinha na tempestade, ao frio, desprotegida de medos e inseguranças, mas depois encontrei o meu porto de abrigo. Colocou-me um chapéu de chuva acima da cabeça para me proteger da tempestade e ficou do meu lado a combater as minhas incertezas, os meus medos, a fazer-me sentir segura. Aos poucos foi chovendo menos e as nuvens pareciam querer ir embora. Parecia que finalmente ia ficar tudo bem, mas num momento de fragilidade o vento voltou e eu fui, de novo, para longe do meu porto de abrigo. Andei, outra vez, perdida na chuva, sozinha. Não sei como, mas desta vez foi o porto que me encontrou a mim. A maré e a chuva foram-me levando até ele, acho. Agora estou de novo debaixo do guarda-chuva, o vento desapareceu e o sol está a querer voltar. Pelo menos estava. Um destes dias o vento soprou, trazendo de volta memórias e recordações do passado. Não foi forte, mas foi o suficiente para despertar a minha atenção e para fazer o meu cabelo esvoaçar. Não liguei muito, fiquei agarrada ao meu porto de abrigo e digo já, desta vez não quero nem vou largá-lo. Desta vez não. Desta vez eu vou ser mais forte que o vento. Desta vez, o passado não vai levar a melhor sobre o presente. (Amo-te.)

14 comentários:

Ana Margarida disse...

És forte e se tu lutares pelo teu futuro, vais conseguir ser feliz, meu amor. Estarei sempre aqui para tudo :)

disse...

adoro o blog *.*

Marcela Maia disse...

Também já usei esse, mas prefiro o que utilizo atualmente.

disse...

eu já te seguia antes pelos vistos :o

disse...

de nada fofinha :)

Anamaria Lima disse...

liindo , gostei bastante (:

Ana Margarida disse...

Não tens de quê, meu amor. Love you

letícia ♥ disse...

espero bem que sim, a ti tbm fofs zx

Carolina Acúrcio disse...

(per)sigo, um beijinho! :)

SofiaSilva. disse...

Ai de ti que o largues e voltes a pensar naquela pessoa que não quero dizer o nome que me polui o ecrã (ahah), por isso: STAY STRONG e já sabes, love you!

O Cercadinho disse...

Seguido leio o teu blog, interessantes teus posts.
Te escrevo para divulgarmos nosso blog, ainda está em processo de expansão. Se quiser nos acompanhar e dar umas risadas: www.o-cercadinho.blogspot.com
Será um prazer te ter nos visitando lá. O que é O Cercadinho? Segue uma apresentação para te situares. Em cada relacionamento afetivo, os envolvidos ficam restritos a um espaço, O Cercadinho, onde acontecem as interações. Em algumas fases, está cheio de "queridas", mas em outros, quase vazio. O Cercadinho é o resultado das conquistas amorosas, onde cada um preenche à sua maneira e gosto. Pode ter o critério de cotas e uma de cada: loira, morena, mulata, ruiva e/ou japa. Com faixas etárias e tipos variados. Até monogâmico com apenas uma mulher selecionada.
Neste blog, somos cinco homens escrevendo relatos e histórias, sem pretensão literária sobre O Cercadinho. Heitor faz o estilo confuso e rebuscado. Apaixonante e cafajeste, este é Wanderlei. Já Cebola faz o estilo 100% sincero e sem rodeios. Seco, objetivo e um pouco bagual com sentimentos, assim é Iberê. E Marcão, bom, esse é trash total. Entre no nosso Cercadinho e boa leitura.
Iberê

Anna Lima disse...

Oi, obrigada viu ? :D
aqui eu escrevi um texto novo , e queria muito sua opinião sobre ele , podeser?

Catarina Francisco disse...

gostei bastante, sou seguidora :D

Maura disse...

O passado pode ser a coisa mais traiçoeira e vingativa que pode haver. Mas com força e vontade tudo se consegue :)

Gostei do blogue x) Vou seguir