12/10/2011


já não consigo desabafar em lado nenhum. sinto sempre que me estás a ouvir, que me estás a ver, que estás lá. acostumei-me a sentir a tua falta, mas de cada vez que falo ou penso em ti, fico com medo que estejas por perto, que me oiças, que me leias. sinceramente já não sei qual é a verdade. os meus olhos dizem uma coisa e o meu sorriso diz outra; a minha cabeça diz exactamente o contrário do coração e eu já não sei para que lado me hei-de virar. eu sei o que tenho a fazer, mas por mais que tente, volto sempre á estaca zero. no meio de tudo isto, consegui chegar a um sítio. já convenci praticamente toda a gente que estou a pôr-te no passado. nada mau, han? se qualquer pessoa vier ter comigo a perguntar se estou bem, eu vou dizer que sim. se me perguntarem se sinto a tua falta, digo que não. se perguntarem se alguma vez penso em ti, voltarei a dizer que não. se me perguntarem se choro, direi também que não. mas se me perguntarem se te amo, vou dizer que não. mas enquanto fazem todas estas perguntas, por favor não me olhem nos olhos, porque eles desmentem todas as palavras que sairão da minha boca.

6 comentários:

m. disse...

tamos juntas! <3
ass:mariana m

Soraia Loureiro disse...

adorei *

Renata disse...

ainda bem que gostas-te minha querida*

s. ♥ disse...

não tens de quê, afinal, aniversários são aniversários (:

margarida disse...

amei <3

Catarina Gandra disse...

já sigo! :)