17/10/2011

aí eu penso. e ao pensar eu choro.

"because promises must be fulfilled I want my kiss in the rain"

não sei como foi possível chegarmos a este ponto. eras a única pessoa que eu precisava do meu lado incondicionalmente, mas arranjaste logo um problema para te afastares. disseste que íamos recomeçar do zero e eu fiquei à espera que isso acontecesse, esperei, esperei.. e tu simplesmente calaste o teu coração. deixaste de querer ser o primeiro a dar-me os bons dias e o último a dar-me as boas noites; deixaste de sorrir para mim e de me fazer sorrir; o teu "recomeçar do zero" transformou-se em mais uma das tuas mentiras. o tempo passou e eu cá me aguentei, da maneira que pude. esqueceste-te de tudo o que passámos e nunca mais fizemos o que prometeste. recomeçar. limitaste-te a fazê-lo sem mim, deixando-me de coração nas mãos, mesmo depois de prometeres que não me deixarias. fiquei ensurdecida pelo som do teu silêncio e pelo bater do meu muito magoado coração, ceguei por causa das lágrimas e enlouqueci de tanta mentira e promessa não cumprida. acabei por me perder no meio de toda a confusão e por desesperar por um porto de abrigo, alguém que cumpra as promessas que faz. porque um dia, alguém me prometeu que me amava, que me daria o meu desejado beijo à chuva e hoje.. ainda espero que essas promessas sejam cumpridas. uma espera em vão, eu sei, mas quando se ama dificilmente se esquece. é por isso que hoje tenho toda a certeza que tu não te apaixonaste por mim, apaixonaste-te pela nossa fantástica amizade. confundiste amor com admiração e eu deixei-me levar. não te coloco todas as culpas em cima, tu mentiste e eu acreditei, estúpida fui eu que ainda pensei que pudesses dizer a verdade quando me chamavas mulher da tua vida, quando fazíamos planos para o futuro e quando me acarinhavas com aquelas palavras doces. entreguei-me com todo o meu coração e tu traíste a minha confiança. hoje somos amigos, tentámos recuperar aquela amizade especial que tínhamos há um ano, mas acho que ambos sabemos porque é que isso não acontece. podíamos ter voltado ao que éramos.. não.. melhor ainda! podíamos ter reconstruído a confiança que deitaste abaixo e hoje podíamos ser mais do que somos, mas tu não quiseste. lembra-te que se não me deixas fazer-te feliz, é por culpa tua, porque tu não quiseste. tomaste a tua decisão e eu tomei a minha, seguimos caminhos diferentes e hoje cruzamos-nos de novo. os nossos olhares já se encontraram várias vezes naquelas salas; o meu sorriso, falso, torna-se mais verdadeiro e muito bobo quando estou perto de ti; fujo de ti e trato-te mal para conter todos os "tenho saudades tuas" e os "amo-te" dentro do meu coração; nunca saberás o que é estar todos os dias na mesma divisão da pessoa que mais queremos do nosso lado e não poder dizer nada, com medo de perder ainda mais! as coisas mudaram radicalmente e eu faço o impossível para não deixar que isso me abale, mas depois bate aquela nostalgia das tardes chuvosas em que te ias sentando cada vez mais perto de mim, em que falávamos um com o outro baixinho, cheios de vergonha e em que a chuva, do lado de fora, nos encantava de uma maneira que só os dois entendemos, e aí.. eu penso e ao pensar, eu choro. tenho saudades tuas.

8 comentários:

letícia ♥ disse...

força , minha querida (:

letícia ♥ disse...

vai tudo ficar bem, vais ver.
obrigada, fofinha*

letícia ♥ disse...

eu sei como te sentes minha querida *
mas mais cedo ou mais tarde as coisas vão mudar para melhor (:

letícia ♥ disse...

de nada, sempre aqui*

SofiaSilva. disse...

está lindo :c

Patrícia (: disse...

ele que não abra os olhos, ele pensa que eu vou estar aqui eternamente a espera que ele se deixe de brincadeiras e decida aquilo que quer?
se pensa assim, então está muito enganado :c

SofiaSilva. disse...

é, eu também acho que sim :c

beatriz ♥ disse...

lindo, sigo!