26/09/2011

felicidade comprada

hoje na aula de filosofia o stor falou de uma coisa que me deixou a pensar (ainda mais). "e depois acabamos por viver numa felicidade que não é real, uma felicidade comprada". isto fez-me perceber que era isso mesmo que me estava a acontecer. eu habituei-me a sofrer e pronto. dizia sempre que estava tudo bem, mesmo estando tudo do avesso; sorria para toda a gente e a toda a hora, mesmo chorando por dentro. mas, sinceramente, não sei o que prefiro. uma doce mentira, ou a amarga verdade?

7 comentários:

Su disse...

adorei *

Christian V. Louis disse...

É uma questão complicada, por vezes a doce mentira, de tão insistente, se torna verdade.

αиα яαqυєl ૐ disse...

Boa pergunta,
ando com este dilema



sigo

SofiaSilva. disse...

olha, eu sei responder a isso, sabes? pessoas como nós hão-de sempre preferir a doce mentira.. a verdade magoa-nos uma vez, mas sofremos tudo muito intensamente, e a mentira vai destruindo-nos aos poucos.
sei disso melhor que ninguém, tal como tu. amo-te bitch, sempre <3

SofiaSilva. disse...

às vezes até tenho medo de tanta intensidade.. e isso mete-me medo. ou melhor, é o medo que agora está entre mim e o dito cujo, como sempre.

Patrícia (: disse...

como tu compreendes, é um caminho a dois, mas há sempre um que lhe tanto dá como se deu, é indiferente e depois à outro que sofre e sofre, então luta !
sabes que também estarei sempre aqui princesa :)

Sara'C disse...

Ainda bem, e obrigada.
E realmente é verdade. Muita gente vive numa felicidade, que na verdade não é real.