31/08/2011

culpa o meu coração

voltei á realidade há uns dias. estive imenso tempo sem internet e practicamente sem rede no telemóvel, o que me fez muito bem. quando fui para lá, achei uma óptima ideia: desconectava-me de tudo por uns tempos, livrava-me dos meus problemas e não tinha nada com que me preocupar.. pensava eu. quando cheguei e vi aquela paisagem linda, o meu reflexo no rio e o sol brilhante e quente, pensei que ia ter finalmente umas férias dos meus pensamentos. mas cada dia era pior, de cada vez que fechava os olhos só conseguia pensar numa coisa. passaram dias, semanas e quando dei conta já tinha passado um mês.

durante o dia eu fazia de tudo para fugir aos pensamentos. ocupava-me com as coisas mais fúteis, parvas e inúteis só para ter a mente ocupada, mas á noite aquele único pensamento perseguia-me e consumia-me. apoderava-se de mim e voltava a ficar num pranto desesperado durante horas. «como é que isto me está a acontecer, outra vez?», pensei tantas vezes. de cada vez que chorava, já era instintivo limpar as lágrimas, para ver se não caíam mais. todos os meus esforços eram em vão. chorava cada vez mais e mais e mais.
mas houve o dia em que eu achei que já chegava de chorar e tinha de pôr um ponto final em tudo. foi o mais difícil que tive de fazer. o que me custou mais não foram as crises de choro, as saudades repentinas ou a culpa que depois se alojou no meu coração e até hoje lá permanece. o que me custa mesmo muito é saber que desisti da minha felicidade e acho que ainda estou á espera de um milagre, estou á espera de algum que, no fundo, sei que nunca vai acontecer.
estou farta de dizer que estou cansada e acabar as conversas porque estou triste e não me apetece falar com ninguém. odeio pôr aqueles smiles sorridentes em mensagens, conversas no facebook ou no msn, mas é mais fácil fingir assim. não aguento mais esta ausência de um sorriso verdadeiro que já dura há demasiado tempo. não me podem dizer para ser forte, porque eu já o tenho sido. não deixar ninguém ver-me chorar já é bastante para mim. sabem o que comecei a fazer para me acalmar e tentar acabar com o vazio que sinto? (não me julguem, não me gozem) meditar. e a sério que resulta! julgava que era ridículo e que se tratava de adormecer sentados no chão a dizer "Om.." mas é muito mais que isso. e não sei como, nem porquê, estou a gostar. porque me faz ficar mais leve e definitivamente mais calma.
estive ausente durante uns tempos e o que isso fez á minha vida?! virou tudo de pernas para o ar, outra vez! porquê? quando eu estava feliz levei um murro no estômago e foram "injectados" aqueles pensamentos de novo na minha cabeça e pior ainda, o que eu tinha fechado a sete chaves numa gaveta, arrombou todas as fechaduras e  apoderou-se do meu coração, de novo. e agora, de cada vez que fecho os olhos e vou dormir, aparece-me aquele sorriso enfeitiçador na cabeça, os olhos doces e o toque suave. eu quero apagar isto, de vez! quem me dera não sentir nada disto, teria sido tão mais fácil.. para toda a gente! mas aconteceu e eu não tive culpa. porque ás tantas, já não sei o que fazer. por mais que tente recusar, eu sei a verdade. prometi que nunca mais diria isto, mas devo-o a mim mesma. eu não chorei em vão, chorei porque não te deixei ir, chorei porque te mantive no meu coração muito bem escondido para ninguém ver. a minha intenção não era mentir ou enganar ninguém. fi-lo apenas porque julgava que tudo o que tínhamos passado já estava no passado. mas.. bolas, como eu me enganei! tu ainda estás demasiado presente, eu ainda.. te amo.

6 comentários:

beatrizpereira disse...

está lindo cris !
força*

silvia disse...

amei a sério :o

Sofia Guedes disse...

está lindo (:

silvia disse...

Ow obrigada querida :$

SofiaSilva. disse...

ainda temos de meditar juntas :o ♥

SofiaSilva. disse...

mas temos de experimentar! e sim, este não TEM de ser o nosso ano, este VAI ser o nosso ano, merecemos isso ♥