13/06/2011

you're weird, i like you.

hoje apetecia-me escrever(-te). apetecia-me descarregar tudo o que senti no dia de hoje. dizer-te que te sentia distante apesar de estares perto; dizer que sabia que estavas a pensar nela enquanto estavas tão perto de mim; contar o quão mal me senti com aquelas tuas palavras... mas depois lembrei-me que nem tudo é ou foi mau. também de podia dizer que adoro quando me dás a mão daquela maneira tão estranha mas tão especial; que amo quando me ignoras num segundo, mas no outro me dás toda a atenção; depois de pensar em tudo isso, cheguei á conclusão que talvez não precisasse de o escrever. tens tanta noção disso quanto eu. ambos sabemos que pensas nela, ambos sabemos que nunca irás gostar de mim como dela. já aprendi a viver com isso, porém, não me impede de gostar de ti.
parece estranho, estúpido até, mas eu adoro a maneira como te deste a conhecer a mim. tão primitiva, tão permanente tão.. especial e romântica. centenas de palavras, dezenas de folhas e mil letras escritas em pequenos pedaços de papel. mas nada é o suficiente para me deixar mais descansada. sei que pensas nela quando acordas, quando te deitas, a fazer tudo e mais alguma coisa é ela que está presente. e eu sou o teu "back up", mas eu gosto tanto de ti que não me importava. contentava-me com isso. e agora? será que deixou de ser um mero pormenor? odeio não ter respostas para as minhas perguntas, mas ninguém mas pode dar. só tu. e entretanto, eu espero, com os teus dedos entrelaçados nos meus. porque eu gosto de ti, daqui até harvard ♥
you're weird, like me. i like you ♥