15/02/2011

quero-te de volta



chorar não te traz de volta, sofrer não te trás de volta. não adianta falar contigo, desesperar ou qualquer outra coisa porque nada te trará de volta. tenho de esperar que um dia voltes, mas acredita que não espero para sempre. dei-te um ontem, dou-te ainda um hoje, mas amanhã não prometo nada tal como tu não o prometeste a mim. quero desprender-me de ti e esquecer que existes. lá por respirar não significa que esteja viva, lá por (sor)rir não significa que esteja feliz. pergunto-me vezes e vezes sem conta: afinal o que é que eu vejo em ti que me faz amar-te tanto ? pensei nisto durante dias, mas não encontrei resposta para dar a mim, ou aos outros. amor não é nomear cem coisas que se gosta na outra pessoa, mas é sentir sem conseguir encontrar palavras para o descrever. um dia, se eu encontrar palavras para dizer-te o que sinto, eu digo. mas não espero para sempre.

2 comentários:

Anónimo disse...

Sim Senhora Cris, ficou muito bom ^^

c. disse...

ahah, obrigada gesso ;)